Página principalRecursosBlogue5G: Benefícios para uma frota conectada
5 minutos para ler

5G: Benefícios para uma frota conectada

Por João Chitas fevereiro 9, 2021

Através da utilização contínua da telemática, a internet das coisas (IoT - sigla em inglês), e a tecnologia de localização GPS, a par da implementação de dispositivos de registo eletrónico, tem levado a indústria de veículos pesados, por exemplo, a produzir uma quantidade de dados sem paralelo. Mas que finalidade poderá ser dada a todos estes dados? Como é que os podemos tornar úteis para empresas de transporte de mercadorias, e assim observar melhorias em termos de inovação e segurança?

Esta oportunidade existe para empresas de diferentes dimensões, que assim poderão transformar de forma instantânea dados em indicadores impulsionadores de melhorias operacionais: fluxos de dados instantâneos provenientes de smartphones, tablets, sistemas de localização GPS, e equipamentos conectados que fornecem às empresas informações que podem contribuir para decisões inteligentes relativamente à gestão das suas operações diárias e dos seus negócios.

James Tsai é professor na Escola de Engenharia Civil e Ambiental - Georgia Tech, e tem estado envolvido em investigações que se destinam a identificar o futuro e potencial da utilização de dados. Tsai acredita que os dados vão contribuir para inovar, criar cidades inteligentes, promover a segurança de motoristas e estradas,

a inovação advém da utilização de machine learning e de outros sistemas de aprendizagem inteligente. A questão será saber como é que estas informações podem mudar a forma como as pessoas gerem os seus negócios? Como é que posso encontrar os dados de que já disponho e transformá-los em informações relevantes das quais possa beneficiar?

As redes de 5G asseguram um nível superior de conectividade.

Para James Tsai, dados corretos podem ser determinantes para o crescimento do setor dos transportes não só agora como no futuro.

Muitas empresas já estão interessadas em criar valor em termos de redução de custos, maiores níveis de eficiência e medidas de segurança - e os dados podem ajudar. “Nos dias de hoje temos acesso a toneladas de dados”, refere. “Mas a questão é saber de que forma estes poderão ser utilizados para gerar valor”.

A melhorada rede 5G pode ser um fator determinante nos benefícios que as empresas poderão obter quanto à quantidade de dados que estão a recolher, afastando-se da baixa latência requerida pelas redes 4G. À medida que os veículos vão continuando a integrar mais poder computacional e hardware IoT, o número de pontos de dados e a frequência com que estes são recolhidos irá multiplicar-se, mesmo que se tratem de milésimos de segundo. A crescente conectividade dos veículos é necessária para recolher dados e assegurar a comunicação entre veículos. Dado o mais que esperado aumento de qualidade e volume de dados produzidos, torna-se necessária uma rede mais rápida e com maior capacidade: É aqui que a rede wireless 5G entra em cena, e os gestores de frotas podem começar a criar valor adicional.

Usar dados para manter a sua equipa em segurança.

De acordo com Tsai, as cidades e as empresas já começam a conhecer os benefícios adicionais de aplicar dados e melhorar processos através de novas tecnologias, podendo assim contribuir para a segurança nas estradas. “ A grande questão aqui é: como é que podemos garantir condições de segurança na estrada e promover a mobilidade?” refere. “ Continuamos a trabalhar no sentido de integrar a indústria dos transportes nas cidades inteligentes. As cidades inteligentes podem construir e manter uma infraestrutura, e nós podemos ajudar a garantir que esta é segura”

Tsai explica que os dados podem ser utilizados para compreender comportamentos de condução, como é que os motoristas interagem na estrada e quais as principais características da sua condução. “As empresas estão a recolher dados, mas ainda não sabem como os utilizar” refere. “Como é que podemos criar incentivos positivos para encorajar as pessoas a conduzirem e adotarem boas práticas?”

Os dados contêm informação que os proprietários de frotas podem aplicar na definição de medidas que promovam a segurança dos motoristas. Existem diversas métricas que os gestores podem considerar e monitorizar, desde comportamentos de condução a indicadores mais abrangentes utilizados pela administração da empresa. Os fatores considerados e monitorizados pela tecnologia de localização de frotas por GPS podem incluir: 

  • Quilometragem em horário laboral e não laboral
  • Travagens bruscas
  • Acelerações bruscas
  • Utilização do cinto de segurança
  • Excesso de velocidade em relação ao limite de velocidade estipulado 

O desafio é identificar métricas específicas que possam promover uma condução segura e reduzir a probabilidade de ocorrer um acidente. Por exemplo, olhando de forma mais aprofundada para os dados que dizem respeito a acelerações bruscas, pode vir a ser possível contextualizar esse tipo de ocorrências, percebendo as suas causas.

O mapeamento dinâmico das condições de circulação na estrada é outra das possibilidades -  para que os motoristas possam identificar as rotas com maiores níveis de risco. Esta é uma forma de contribuir para a segurança na estrada, utilizando os dados já gerados por uma solução de telemática.

Informação é poder para as frotas.

Tsai está neste momento a trabalhar na tecnologia LiDAR (light detection and ranging - detecção e alcance de luz) que contribui para o aumento da visibilidade noturna. Esta tecnologia ajuda os motoristas a identificar marcas no pavimento, sinais de trânsito e condições da via durante a noite. A partir daqui poderá usar-se o mapeamento dinâmico, que contribui com contínuas avaliações de segurança de sinais e estradas. 

“Ao conseguir ter acesso a informações atualizadas”, diz, "seria possível utilizar os dados recolhidos destes veículos, e através do mapeamento e processamento inteligente, podem determinar se as estradas e a sinalização estão em condições. Com isto, será possível corrigir falhas antes que ocorram um acidentes ou colisões.


João Chitas

João Chitas, Marketing Specialist na Verizon Connect


Etiquetas: Tecnologia